Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2019

Depois de mim

Imagem
Cansado, me sentei à margem do pequeno córrego que serpenteava no meio das matas, e irrigava com águas frescas aquela velha pedra na qual sentei. Os pés descalços foram abandonados no leito, massageados pelas águas muito limpas. O vento assoviava como assoviou para meus ancestrais, dizendo não-sei-o-quê, porque o entendimento do que dizia se perdeu com o tempo, quando a fé dirigia os rumos das tribos. Minha tribo nunca existiu. Sequer foi formada um dia. Eu me apartei da árvore genealógica de minha família e me perdi absorto em pensamentos frívolos por muitos anos. Naquele dia eu estava absolutamente concentrado, vazio. Silêncio. Apenas sentia as águas nos meus pés e o vento nos meus cabelos. Olhei o fundo da pequena serpente líquida que dava vida às matas, formada por veios minúsculos que brotavam do alto das montanhas. Pela primeira vez revi meu rosto refletido. E era estranho, tão diferente de como eu me lembrava. Era velho demais pelo tempo que se passou desde a última vez que me …