30 anos esta noite

Ele, poeta. Ela, poetisa.

Decidiram escrever um poema a quatro mãos para comemorar os 30 anos de casados e de total sintonia.

Atravessaram a noite a riscar versos e rasgar folhas.

Na manhã seguinte pediram o divórcio.

Por causa de uma vírgula!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí

A mão amada