Foi assim

Foi assim

Que te vi

Te senti

Te perdi

E tão só

Eu fiquei!

 

Assim mesmo

No tempo parado

Olhando o passado

Perdido, lembrado

Por todos, mas não

Por você!

 

Lá fora

Ruas vazias

Me lembro, dizias:

"Para onde tu ias?"

"Que importa? Eu a encontrei,

Aqui vou ficar".

 

E agora?

Eu lembro! Você vive!

Você está! Eu estive!

Que a vida de amor me prive!

Mas não permita

Me esquecer de você.

 

De quando o Sol

Alto brilhava!

De quando o tempo esperava!

De quando o mundo rodava.

De tudo isso

Sem sentido, sem você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí

A mão amada