Euclides da Cunha e Marina Silva

Acabo de ter contato com uma precisoa página da web. Ela está hospedada no Estadão, e traz textos do grande Euclides da Cunha, publicados no jornal O Estado de São Paulo. A leitura dos artigos pode ser em texto corrido ou em fac-símile. Quem referir a segunda opção, encontrará algumas dificuldades, dada a qualidade ruim da impressão do jornal na época. Mas, em compensação, terá, diante dos olhos, o retrato de um tempo. A página está no link acima.

Também acabo de ter contato com a carta aberta de Aloísio Mercadante, destinada "à companheira senadora Marina Silva". Ali, ele coloca um punhado de história do PT e da Senadora acreana.

A trajetória de Marina Silva se confunde com a trajetória do PT.
Ambos surgiram muito pequenos e humildes e tiveram que enfrentar obstáculos
quase intransponíveis para se tornarem o que são hoje.

Marina Silva, de pequena menina pobre e analfabeta de um
seringal do Acre, transformou-se numa importante figura pública do país e
persona de prestígio internacional.
Tendo em vista as notícias de que Marina silva poderia ir para o Partido Verde, e o próprio comportamento recente da Senadora, ele afirma que deseja a permanência dela no Partido dos Trabalhadores.

Por isso, desejamos sinceramente que a nossa querida companheira
Marina Silva permaneça no Partido dos Trabalhadores, sua casa política, e
prossiga nessa trajetória coletiva que já conquistou tanto, mas que tem tanto
ainda para conquistar.
Uma eventual saída de Marina Silva do PT e sua entrada no PV, é compreensível. Tenho para mim que ela foi a maior ministra do Meio Ambiente que o país já teve (incluo essa visão confrontando os ministros também - os homens). No entanto, sofreu, e aguentou, a pressão do próprio partido, que se retorcia diante da intransigência da ministra na defesa de ideais. Fique ou vá, Marina Silva é, sem dúvida, uma das maiores personalidades públicas de nosso Brasil.

Se candidata à Presidência pelo PV, ela não deverá ganhar. Mas seria, sem dúvida, uma gigante no comando da Nação.

Aproveito e linko a carta do Senador Aloísio Mercadante, que não deve esquecer da posição do partido durante a saída de Marina Silva do Ministério do Meio Ambiente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

A mão amada

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí