Preciosidades de uma Revolução

Encontrei, é bem verdade que tardiamente, duas preciosidades no blog da Lúcia Hippólito. A primeira é a liberdade guiando o povo, de Eugène Delacroix, um dos símbolos da Revolução Francesa:

A segunda, é um dos mais belos hinos já compostos em homenagem à liberdade, o próprio hino da França, que está nesta postagem, aqui linkada, cantado por Edith Piaf (La Marseillaise). Se precisarem fazer cadastro em "O globo" para ouví-lo, sugiro que o façam. Vale a pena.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí

A mão amada