Tic-Tac



Os pés andam rápido pelo asfalto.
Tic-tac-tic-tac,
Seguem o compasso do relógio.
Tic-tac-tic-tac.
Para onde levarão o homem?
Tic-tac-tic-tac.
Ele nunca perguntou. Só anda!
Tic-tac-tic-tac.
O coração bate forte!
Bum-bum-bum-bum.
Os passos apressados, que seguem o compasso do relógio, levarão para sua amada?
O coração bate forte!
Bum-bum-bum-bum.
Tic-tac-tic-tac.
Finalmente os sonhos de amor se concretizarão?
Bum-bum-bum-bum.
Tic-tac-tic-tac.
Não! Os passos apressados, que seguem o compasso do relógio, só levam o homem para o relógio de ponto.
Bum-bum-bum-bum.
Tic-tac-tic-tac.
Atrasado. Atrasado. Atrasado.
Os passos seguem para a frente, mas a vida está estancada nos medos, e se resume a seguir o compasso do relógio. Até que um dia, ele para, para sempre!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí

A mão amada