Os abismos foram soterrados pelo esquecimento

Não se preocupe. Depois de um tempo, você poderá olhar novamente para o abismo que hoje parece intransponível, e perceber que ele fica menor dia a dia.

Não fosse assim, a vida, essa sucessão de infortúnios e dor, seria insuportável.

O passar inexorável do tempo tem essa vantagem: dá uma noção mais exata sobre a real dimensão e importância dos fenômenos da vida.

Salpicar a existência com momentos de alegria aqui e acolá é um bônus que recebemos de nós mesmos.

Podemos nos contentar com isso, por enquanto.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A relação entre arte e filosofia

O mito da caverna interpretado por Marilena Chauí

Reflexões sobre a Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire